Livros de Gastrononia

Uma coisa que todas as pessoas que possuem uma cozinha é ter no mínimo um bom livro de Gastronomia, com receitas deliciosas, para se agradar e agradar os mais variados paladares. O Mundo do Livro conta com um acervo grandioso, com vários autores renomados e títulos mais que especiais. Desde iniciantes à nível mais avançado. Vale a pena conferir, comprar ou presentear um amigo especial com cultura.

DSC_0098

Para os fãs de doces, que tal adoçar a vida com estes dois clássicos?DSC_0100

Estes livros servem, alem de nos beneficiar com delicias, decorar nossa cozinha.DSC_0103

Para quem adora os programas de tv, estes 4 clássicos são necessários em seu acervo particular. (eu ganhei o pitadas da Rita, todos merecem tê-lo).DSC_0107 DSC_0108 Este livro merece uma atenção especial… <3 atualmente é meu sonho de consumo. Com uma fotografia incrível, só de folhear nos deixa com água na boca. Com receitas regionais de norte a sul da Itália, selecionadas a dedo pelo Master Chef Mario Grazia, professor e diretor da Academia Barilla, a obra é uma homenagem a arte de comer bem e ao inigualável talento de uma terra amada por todos nós. A Arte da Cozinha Italiana reúne receitas diferentes, saudáveis, ricas e apetitosas, que variam de cidade para cidade, de região para região, trazendo os diferentes formatos de massas e recheios, pratos principais que levam o nome dos lugares (à veneziana, à milanese, à modenese) ou ainda que adotam o nome original no dialeto da região e sobremesas que são feitas com ingredientes de produção local.DSC_0111 DSC_0113 DSC_0117Quer agradar quem ama este final de semana? Garanta alguma destas edições na livraria O Mundo do Livro.

 Para maiores informações, curta aFanpage no Facebook ou visite pessoalmente as duas lojas:

Centro: Avenida Brasil, 5553, sala 04 – Telefone: (045)3037-5502

Fag: Bloco 02 – Telefone: (045)3326-9501

Look do Dia – Casamento

Gente, sabe aquele vestido que você usa, fica apaixonada, e quer repetir várias vezes? É este modelo. <3

Rodadinho, solto e confortável, perfeito para festas animadas, que a gente gosta de dançar sem preocupação.

Fui ao atelier da Cris Mazzonetto e foi esta escolha que ela me indicou, fiquei super satisfeita. E é importante ressaltar que ele tem saia longa, ou seja, 2 em 1. (muito interessante este detalhe).

Optei por acessórios coloridos, para obter maior destaque no Look. As peças são parte do belíssimo acervo de Lelê Acessórios.

O cabelo, como sempre, impecável, por conta da querida Flavia Somensi, leia-se Nafla’s Salão e Estética. A make, por conta da talentosíssima Lillyan Vercino. (estas duas queridas são bem conhecidas por aqui).

DSC_0001 DSC_0006 DSC_0009 DSC_0010 DSC_0020 DSC_0025

A sabedoria dos casais em lidar com conflitos – Adriana Visioli

Alguns casais chegam em meu consultório relatando que discutem demais, e isso se torna um problema. Muitos até me perguntam: “Se é tão bom conversar, por que não aguentamos mais um conversar com o outro sobre problemas?”.
RELACIONAMENTO-5
Existem diversos tipos de conversas e discussões, as positivas e as negativas.
Discussões fazem parte de um relacionamento, pois é através dela que o casal tem conhecimento do que o outro está pensando e sentindo, e também pode expor o que é dele. A discussão é uma maneira de unir dois pensamentos diferentes, e buscar uma solução para acabar ou amenizar o problema que estará em pauta.
A pessoa que não se expõe ao outro, ela jamais será compreendida, pois esse outro não possui uma bola de cristal para adivinhar o que a está incomodando. E também, aquele que sempre guarda para si sentimentos negativos, chega um momento que a angústia toma conta, e que pode até acabar adoecendo, organicamente e/ou emocionalmente, sem falar no desgaste que isso provoca no dia a dia do casal.
Então, se calar não é a melhor solução.
Mas, se calar não pode, e quando a conversa sempre acaba prejudicando o relacionamento, e a melhor coisa é ficar quieto?
Nesta situação, a discussão está sendo negativa.
O meu conceito de uma discussão negativa, é aquela que a intolerância toma conta, fazendo com que o indivíduo, ou os dois, não consigam lidar com aquela situação vivenciada, partindo para um comportamento agressivo, fisicamente e/ou verbalmente, finalizando essa discussão com ofensas, e deixando ambos, ou apenas um, desestruturado, o que acaba refletindo no relacionamento.
Uma outra maneira de discussão negativa é a esquiva, onde a pessoa foge daquela situação (lembrando que fugir não faz com que os problemas sumam sozinhos, pelo contrário, podem até piorar). Quem se anula em uma discussão, acaba se prejudicando, e normalmente o outro pode se irritar com o silêncio, e o que poderia ser apenas um problema, já se tornaram dois problemas, um sendo o que deveria ser conversado e resolvido, e o outro é o silêncio que causou mais um sentimento negativo.
Para quem costuma “perder” facilmente a paciência, vale lembrar que quem se exalta, grita, ofende,e pode ter a razão naquele momento, mas perante o olhar do outro, essa razão é destruída pela maneira com que o outro lidou com o problema, ou seja, se torna o errado.
Uma situação mal resolvida, tende a voltar a acontecer, e aquele assunto irá persistir nas discussões do casal, tornando essas conversas desgastantes.
Então, como é uma discussão positiva?
Em primeiro lugar é necessário colocar em uma balança o que realmente está incomodando, o que é importante ser mudado. Precisamos analisar se não estamos sendo muito críticos, ou seja, tudo reclamamos, tudo queremos conversar. Portanto, refletir sobre o que atrapalha o relacionamento, o que é inaceitável, e deixar de lado algumas incomodações pequenas, que podem ser aceitas como uma forma de adaptação ao jeito do outro. Não estou falando que devemos deixar de expor o que não gostamos, mas sim, analisar melhor o que não estamos gostando, se vale a pena colocar em pauta um assunto que podemos até aceitar sem nos trazer prejuízos, ou levar prejuízo ao relacionamento.
Filtrar assuntos problemas também podem ser válidos, ou seja, ao invés de tentarem resolver diversos problemas em apenas uma conversa, focar em um assunto, identificando o que está relacionado à aquela situação, e tentar não estender a conversa à todos os problemas do casal.
Se o nervosismo está tomando conta naquele momento, é importante se acalmarem antes, e depois discutirem sobre o acontecido. Mas também deixar muito tempo passar, por exemplo, dias ou até semanas, pode não ser o melhor. Resolver o quanto antes, mas no momento certo, é uma maneira de amenizar um conflito.
Outro item para identificar o momento adequado para conversar, é aquele em que não terá tempo determinado para acabar, por exemplo, indo para o trabalho, onde saindo do carro não poderão mais conversar, e cortará o assunto, ficando mal resolvido. Conversas importantes precisam ser finalizadas para que não volte a tona. Se conversar uma vez sobre o problema já não é agradável, imagine duas vezes? Por isso que conversar com o objetivo de resolver, pode ser a melhor forma de diminuir o desgaste de muitos relacionamentos. Mas também não basta apenas conversar, é necessário colocar em prática o que foi resolvido verbalmente.
Outra coisa muito importante, deixe de lado as ofensas e agressões. O agressor sempre será visto como errado. Reflita se vale a pena!
Converse, expõe o que pensa e o que sente, só assim o outro saberá. Lembre-se que todos somos diferentes, e que a discussão é válida para cada um falar sua opinião sobre determinado assunto. Ninguém é obrigado a aceitar tudo o que vem do outro, mas a compreensão faz parte para se ter um relacionamento harmonioso.
É importante compreendermos para sermos compreendidos, escutar para sermos escutados, é uma troca.
Lembre-se, o que é importante para mim, pode não ser para o outro, e vice-versa, portanto, precisamos compreender a importância que o outro está dando para determinado assunto, e se queremos amenizar o problema, tentarmos enxergar aquilo também como importante. Isso ajudará em uma suposta mudança, que poderá ser necessária.
Conversar sobre problemas não é fácil, mas é necessário. É expondo os problemas que facilitamos para eles serem resolvidos e vivermos relacionamentos mais agradáveis e harmoniosos.
10555193_10203349313728077_1962819939_n

Look do Dia – Primavera

Com certeza a primavera é minha estação do ano favorita. <3 Época de flores, novos ares e mudanças… a época em que o clima esquenta e as coisas fluem. <3

Escolhi este look com tons claros, “candy”, pois é a cara da estação das flores, e a saia midi super tendência desta estação.
DSC_0417 DSC_0422 DSC_0425 DSC_0426 DSC_0428Tee: Charm Chic Boutique  |  Saia: Cris Mazzonetto  |  Scarpin: Shoestock  |  Acessórios: MF Concept  |  Bolsa: Louis Vuitton

Trend – Scarpin

Eu, particularmente, quando gosto de um modelo de calçado, tenho uns 3 pares iguais :p e no momento meu vício fashion são os scarpins, por serem clássicos e elegantes. Deixa a postura da mulher linda e mais feminina.

As marcas brasileiras produzem modelos acessíveis e que cabem em nosso bolso, então, até podemos arriscar e ter vários. (e graças a deus, o scarpin é um dos modelos mais baratos no mercado).

schutz SHOE VIZZANOJá os internacionais, não são em todos os bolsos que cabem, mas, olhar não custa nada. :p

Christian Louboutin Jimmy ChooSelecionei alguns looks para inspirar nosso final de semana:

DSC_9144 hm-pantalones-jimmy-choo-bolsos~look-main-single look-da-onca-moletom-thassia-naves-para-skazi-amem-deluxe-saia-couro-matelasse-skazi-para-amem-deluxe-bolsa-fendi-2-jours-inspired-skunk-scarpin-onca-schutz3 look-do-dia-blake-lively-vestido-off-white-e1346762456320 LookThassiaNaves_porHickDuarte-165 DSC_0336